← voltar para plataforma impacto

Programa Servicio País en Educación de Tutoria em Leitura em Santiago

Publicado em 20/10/2022
Compartilhe:

Qual o objetivo?

Influenciar positivamente o interesse pela leitura e a capacidade de compreensão de textos lidos entre alunos de escolas com baixo desempenho.

Onde e quando foi implementado?

O programa Servicio País en Educación foi implementado em escolas públicas de Ensino Fundamental I por meio de uma parceria do poder público com a instituição não-governamental Fundación Superación de la Pobreza (FSP), em Santiago, no Chile, no anos de 2010, no contexto de um estudo experimentalOs estudos experimentais utilizam mecanismos aleatórios (isto é, sorteios) para definir quem será e quem não será contemplado por um determinado programa ou política pública, garantindo que as diferenças futuras entre estes grupos possam ser atribuídas com maior credibilidade à intervenção em si - e não a diferenças entre quem é e quem não é "tratado". de impacto sobre as coortes participantes.

Como é o desenho?

O programa teve por focoO programa ainda está em operação. As frases nesse e nos próximos parágrafos estão no passado porque os resultados se referem a como o programa era, no momento e contexto específicos da avaliação de impacto. alunos do 4º ano do Ensino Fundamental I de escolas com baixo desempenho em exames padronizados.

Os alunos participaram, durante 15 semanas (de setembro a dezembro), de sessões de tutoria acadêmica de 90 minutos, fornecidas 1 vez por semana durante o horário escolar regular. Estas sessões eram oferecidas a todos os alunos da escola, divididos em grupos de 5 ou 6, e eram baseadas, principalmente, em atividades estruturadas de leitura em grupo de histórias tradicionais e textos informativos, adequados à idade e ao interesse dos alunos.

Para operacionalizar o programa, a instituição responsável pela implementação recrutou tutores voluntários, selecionados após avaliação dos currículos e entrevistas com inscritos a partir de uma chamada distribuída nas universidades locais. A maioria dos tutores não tinha experiência docente, e todos recebiam ajuda de custo para cobrir os custos de transporte. No início da implementação, os futuros tutores receberam uma sessão de treinamento de 1 dia. Além disso, a implementação foi gerenciada por um profissional remunerado da FSP que trabalhava de forma permanente dentro das escolas contempladas, verificando a execução programa e auxiliando pedagogicamente os voluntários.

O que aprendemos com o monitoramento e a avaliação?

Foram documentadas, nos artigos para discussão listados na seção abaixo, as seguintes evidências a respeito do monitoramento e do impacto causal do programa Servicio País en Educación de tutoria em leitura:

  • durante os 3 meses de implementação, os alunos e seus tutores efetivamente participaram de aproximadamente 8 das 15 sessões que compunham a totalidade do programa [1];
  • aumento de 6% de um desvio-padrãoO desvio padrão mede a dispersão de valores de uma variável - números mais altos indicam maior ocorrência de valores longe da média; valores mais baixos refletem maior concentração de valores próximos à média. Para distribuição normal, um aumento de 10% de um desvio-padrão equivale a um efeito proporcional de aproximadamente 4 percentis a partir do percentil 50. na nota global dos alunos em um exame padronizado de leitura em Língua Espanhola, aplicado ao final da implementação do programa [1];
  • aumento, em particular, de 11% desvio-padrão na nota da parte do exame padronizado de leitura em Língua Espanhola que media a habilidade de compreensão do texto lido [1];
  • não foram, no entanto, encontrados efeitos estatisticamente significantesChamam-se de estatisticamente significantes as estimativas de impacto que são distinguíveis do valor zero, após incorporada à análise as incertezas associadas à generalização para outras amostras de indivíduos. em um indicador de interesse por e atitudes com relação à leitura [2];
  • também não foram encontrados efeitos estatisticamente significantes na nota dos alunos em tarefas de produção escrita de texto em Língua Espanhola, no mesmo horizonte temporal [1];
  • aumento de 12% de um desvio-padrão na nota dos alunos em provas escolares de leitura em Língua Espanhola, e de 20% de um desvio-padrão nas notas em provas escolares de Matemática no 8º ano do Ensino Fundamental, 4 anos após a implementação do programa [1];
  • redução de 9,3% (ou 3,2 pontos percentuais) na taxa de alunos que tinham repetido algum ano na escola, 4 anos após a implementação do programa, e este efeito foi inteiramente induzido pelo impacto que o programa teve em alunos que revelavam alto risco de evasão no ano em que ocorreu a implementação do programa (5,4 pontos percentuais) [1];
  • redução de 11% (ou 1,8 pontos percentuais) na taxa de alunos que tinham evadido da escola, 7 anos após a implementação do programa, e, mais uma vez, este efeito foi inteiramente induzido pelo impacto que o programa teve em alunos que revelavam alto risco de evasão no ano em que ocorreu a implementação do programa (3,7 pontos percentuais) [1];
  • há também evidências de que os efeitos descritos acima foram mais pronunciados nos casos em que foi formado um vínculo pessoal com o tutor, sugerindo que mais do que um papel puramente acadêmico foi cumprido por esses voluntários [1].

De onde vem essa informação?

  1. Cabezas, V., Cuesta, J. I., & Gallego, F. A. (2021). Does Short-Term School Tutoring have Medium-Term Effects? Experimental Evidence from Chile. Unpublished Manuscript.
  2. Cabezas, V., Cuesta, J. I., & Gallego, F. A. (2011). Effects of Short-Term Tutoring on Cognitive and Non-Cognitive Skills: Evidence from a Randomized Evaluation in Chile. Unpublished Manuscript.

Estamos trabalhando para que as páginas contemplem toda a evidência documentada sobre o tema e estejam sempre atualizadas. Se você quiser sugerir algum artigo, entre em contato.