← voltar para plataforma impacto

Programa New York City’s Summer Youth Employment de Emprego de Férias para Jovens

Publicado em 02/01/2023
Compartilhe:

Qual o objetivo?

Apresentar e preparar os jovens para carreiras futuras, promover habilidades importantes para o sucesso no mercado de trabalho e fornecer renda suplementar para as suas famílias.

Onde e quando foi implementado?

O programa, chamado de New York City’s Summer Youth Employment Program (ou NYC SYEP) foi introduzido em 1963 na cidade de Nova Iorque, nos Estados Unidos. Os resultados abaixo se referem a um grupo de jovens inscritos no programa entre os anos de 2005 e 2008.

Como é o desenho?

O NYC SYEP teve por focoO programa ainda está em operação. As frases nesse e nos próximos parágrafos estão no passado porque os resultados se referem a como o programa era, no momento e contexto específicos da avaliação de impacto. jovens de 14 a 24 anos residentes em Nova Iorque e dois componentes principais.

O primeiro componente foi uma oferta de emprego durante as férias de verão, em Julho e Agosto, por 25 horas semanais (5 horas por dia) e de 8 semanas, que pagava o salário mínimo estadual de 8,75 dólares americanos por hora (em valores de 2021). Os locais de trabalho mais comuns foram acampamentos de verão e creches, seguidos por agências de serviço social ou comunitário e varejo.

O segundo componente, oferecido por organizações comunitárias locais, consistiu de cerca de 18 horas de workshops em tópicos como prontidão e responsabilidade no trabalho, carreira, educação financeira e vias possíveis de continuidade educacional.

O que aprendemos com o monitoramento e a avaliação?

Foram documentadas, nos artigos listados na seção abaixo, as seguintes evidências a respeito do monitoramento e do impacto causal do NYC SYEP:

  • de 7 a 8 jovens, a cada 10, participaram das atividades do programa depois de serem convidados para tal [1];
  • aumento de 0,6% (ou 0,4 ponto percentual) na taxa de alunos que realizaram os exames padronizados do estado de Nova Iorque, aplicados para avaliar o desempenho em uma variedade de matérias do ensino médio [1];
  • não foram encontrados efeitos estatisticamente significantesChamam-se de estatisticamente significantes as estimativas de impacto que são distinguíveis do valor zero, após incorporada à análise as incertezas associadas à generalização para outras amostras de indivíduos. sobre a taxa de jovens que vieram a se matricular em instituições de ensino superior [2];
  • também não foram encontrados efeitos estatisticamente significantes sobre a renda auferida pelos jovens participantes no mercado de trabalho nos anos seguintes à sua participação no SYEP [2];
  • no entanto, há redução de 9,9% (ou 0,1 ponto percentual) na taxa de jovens que tinham sido presos até o ano de 2013, no grupo dos que participaram do programa após se inscreverem e serem aceitos [2];
  • por fim, entre os meninos participantes, há redução de 18% (ou 0,07 ponto percentual) na taxa de jovens que tinham morrido até o ano de 2014, também no grupo dos que participaram do programa após se inscreverem e serem aceitos [2].

De onde vem essa informação?

  1. Schwartz, A. E., Leos-Urbel, J., McMurry, J., & Wiswall, M. (2021). Making Summer Matter: The Impact of Youth Employment on Academic Performance. Quantitative Economics, 12(2), 477-504.
  2. Gelber, A., Isen, A., & Kessler, J. B. (2016). The Effects of Youth Employment: Evidence from New York City Lotteries. The Quarterly Journal of Economics, 131(1), 423-460.

Vídeos


Estamos trabalhando para que as páginas contemplem toda a evidência documentada sobre o tema e estejam sempre atualizadas. Se você quiser sugerir algum artigo, entre em contato.