← voltar para plataforma impacto

Programa Reading Enhances Achievement During Summer de Leitura nas Férias na Carolina do Norte

Publicado em 25/10/2022
Compartilhe:

Qual o objetivo?

Estimular a leitura durante as férias e melhorar a capacidade de compreensão de textos em crianças no início do processo de escolarização.

Onde e quando?

O programa Reading Enhances Achievement During Summer (READS) foi implementado em 2013 na Carolina do Norte, Estados Unidos, no contexto de um estudo experimentalOs estudos experimentais utilizam mecanismos aleatórios (isto é, sorteios) para definir quem será e quem não será contemplado por um determinado programa ou política pública, garantindo que as diferenças futuras entre estes grupos possam ser atribuídas com maior credibilidade à intervenção em si - e não a diferenças entre quem é e quem não é "tratado". de impacto de larga escala (aproximadamente 6.400 alunos em 59 escolas públicas). O programa, com algumas modificações, ainda está em operação.

Como é o desenho?

O READS teve por focoO programa ainda está em operação. As frases nesse e nos próximos parágrafos estão no passado porque os resultados se referem a como o programa era, no momento e contexto específicos da avaliação de impacto. alunos de 2º e 3º anos do Ensino Fundamental I em escolas públicas. Durante as últimas semanas antes da férias de verão, os alunos participaram de 6 aulas de 1 hora em que foram apresentados a estratégias de leitura, com o intuito de aumentar o seu envolvimento com o ato de ler em casa durante as férias, sem a ajuda de adultos. No período em que as estratégias de leitura foram apresentadas, a escola também ofereceu um evento para os pais ou cuidadores para apresentá-los ao programa e às atividades planejadas para as férias.

Durante as férias, os alunos receberam 10 livros de forma gratuita, enviados semanalmente, que foram escolhidos com base nos seus interesses pessoais e no seu desempenho em uma prova de leitura aplicada ao início da implementação do programa. Os alunos foram encorajados a ler os livros, e estimulados a mandar pelos correios respostas a um pequeno questionário padronizado depois que realizassem as leituras, que incluía três questões sobre o conteúdo, que por vezes faziam menção às estratégias de leitura ensinadas no período letivo. Os 10 livros foram enviados para todos os alunos participantes das atividades de leitura durante o verão, que eram voluntárias.

O que aprendemos com o monitoramento e avaliação?

Foram documentadas, no artigo para discussão listado na seção abaixo, as seguintes evidências a respeito do monitoramento e do impacto causal do programa READS de leitura nas férias sobre as crianças participantes:

  • aumento de 11% (ou 1,1 livro) no número de livros lidos durante as férias, conforme informação auto-reportada pelos alunos – os alunos que não participaram do programa reportaram ter lido 9,8 livros no mesmo período [1];
  • redução de 20% de um desvio-padrãoO desvio-padrão mede a dispersão de valores de uma variável - valores mais altos indicam maior ocorrência de valores longe da média e valores mais baixos refletem maior concentração de valores próximos à média. Para a distribuição normal, ou para distribuições razoavelmente similares a uma normal, um aumento de 10% de um desvio-padrão equivale a um efeito de 4 percentis a partir do percentil 50 - isto é, a passar da posição 50 para a posição 54, em uma fila de 100. em um indicador de apreciação dos livros lidos durante as férias, também construído com informação auto-reportada [1];
  • não há evidência de efeitos sobre notas em um exame padronizado de leitura de alunos do 2º ano, ao fim da intervenção, sugerindo que alunos nessa faixa etária ainda não têm habilidades suficientes para conduzir as atividades de leitura sozinhos e se beneficiar dessas atividades [1];
  • aumento, para as meninas do 3º ano, de 7,3% de um desvio-padrão no mesmo exame padronizado de leitura, embora não tenha sido encontrada evidência de impacto estatisticamente significante para os meninos [1];
  • análises de mediadores do efeito positivo no grupo das meninas participantes sugeriram que a leitura seguida da resposta aos questionários referentes a cada livro foi o fator mais robustamente associado aos ganhos de aprendizado [1].

Quais as fontes bibliográficas dessa informação?

  1. Guryan, J., Kim, J. S., & Quinn, D. M. (2014). Does Reading During the Summer Build Reading Skills? Evidence from a Randomized Experiment in 463 Classrooms. National Bureau of Economic Research Working Paper.

Estamos trabalhando para que as páginas contemplem toda a evidência documentada sobre o tema e estejam sempre atualizadas. Se você quiser sugerir algum artigo, entre em contato.