← voltar para plataforma impacto

Programa Linking Information and Families Together (LIFT) em Los Angeles

Publicado em 02/10/2022 Atualizado em 14/03/2024
Compartilhe:

Qual o objetivo?

Informar pais sobre a vida escolar, envolvendo-os no processo de aprendizagem de seus filhos.

Onde e quando?

O programa Linking Information and Families Together (LIFT) foi implementado nos anos letivos americanos de 2014-2015 e 2015-2016 em 4 escolas públicas de Los Angeles, nos Estados Unidos, no contexto de um estudo experimentalOs estudos experimentais utilizam mecanismos aleatórios (isto é, sorteios) para definir quem será e quem não será contemplado por um determinado programa ou política pública, garantindo que as diferenças futuras entre estes grupos possam ser atribuídas com maior credibilidade à intervenção em si - e não a diferenças entre quem é e quem não é "tratado". de impacto envolvendo aproximadamente 350 alunos.

Como é o desenho?

O programa teve por foco alunos do 7º ano do Ensino Fundamental II e duração de 1 ano e meio. Durante a implementação, foram feitas ligações, enviados e-mails ou mensagens de texto SMS aos cuidadores principais destes alunos, transmitindo informação semanal sobre:

  1. tarefas (como lições de casa, trabalhos em sala, projetos, redações e exames) que não tinham sido entregues pelos alunos na data requerida ou que receberam nota baixa, para cada uma das aulas;
  2. problemas de comportamento.

A escolha sobre a forma mais conveniente de contato foi feita pelos próprios cuidadores dos alunos. Nos casos em que o aluno não apresentou nenhum dos problemas listados acima, nenhuma mensagem foi enviada.

O que aprendemos com o monitoramento e avaliação?

Foram documentadas, no artigo listado na seção abaixo, as seguintes evidências a respeito do monitoramento e do impacto causal do programa LIFT:

  • o cuidador típico dos alunos participantes recebeu informações 14 vezes durante o período de implementação [1];
  • a percepção dos pais sobre o desempenho real de seus filhos, em termos da nota global na escola, se tornou 78% mais próxima da realidade [1];
  • redução de 47% (ou 4,9 pontos percentuais) na taxa de alunos que disseram já ter experimentado maconha, e de 43% (ou 4,5 pontos percentuais) na taxa de alunos que disseram já ter experimentado álcool, embora esse último efeito seja imprecisamente estimadoDiz-se que um resultado estatístico é imprecisamente estimado quando ele também é consistente com valores muito próximos ou muito distantes de um valor de referência (por exemplo, 0), após incorporada à análise as incertezas associadas à generalização para outras amostras de indivíduos de uma população. [1];
  • não foram encontrados efeitos estatisticamente significantesChamam-se de estatisticamente significantes as estimativas de impacto que são distinguíveis do valor zero, após incorporada à análise as incertezas associadas à generalização para outras amostras de indivíduos. sobre um indicador de autoeficácia do cuidador principal, construído com informação autorreportada ao final da implementação [1];
  • também não foram encontrados efeitos estatisticamente significantes sobre a nota global dos alunos em provas escolares aplicadas durante o 7º e o 8º anos [1].

Quais as fontes bibliográficas dessa informação?

  1. Bergman, P., Dudovitz, R. N., Dosanjh, K. K., & Wong, M. D. (2019). Engaging Parents to Prevent Adolescent Substance Use: A Randomized Controlled Trial. American Journal of Public Health, 109(10), 1455-1461.

Estamos trabalhando para que as páginas contemplem toda a evidência documentada sobre o tema e estejam sempre atualizadas. Se você quiser sugerir algum artigo, entre em contato.