← voltar para plataforma impacto

Programa de Incentivos Financeiros para Alunos do Ensino Médio em Israel

Publicado em 15/10/2022 Atualizado em 07/03/2024
Compartilhe:

Qual o objetivo?

Incentivar alunos com defasagens de aprendizado e aumentar suas chances de admissão no ensino superior.

Onde e quando foi implementado?

O programa foi implementado gradualmente pelo Ministério da Educação de Israel nas escolas do país, com priorização de escolas com baixo desempenho, tendo início em dezembro de 2000.

Como é o desenho?

A motivação principal do programa foi de aumentar a quantidade de alunos que obtinham o certificado Bagrut – um, dentre dois possíveis, diplomas de ensino médio -, que é um pré-requisito para a admissão na universidade em Israel.

O programa consistiu na oferta de incentivos financeiros para alunos de baixo desempenho acadêmico (medido pelo número de reprovações e por informações dadas pelos professores) de acordo com sua progressão no primeiro, segundo e terceiro anos do ensino médio, e prêmios adicionais para inscrição para obtenção do certificado Bagrut. O valor total que um aluno poderia receber era por volta de 2.400 dólares americanos (valores de 2009), o que representava cerca de um terço dos ganhos médios anuais livres de impostos que um aluno ganharia trabalhando em tempo integral, e cerca de duas vezes mais do que um aluno ganharia trabalhando em tempo integral durante dois meses durante as férias.

Na prática, a implementação do programa foi afetada por uma série de eventos adversos, como mudança de governo e crise orçamentária, que acabaram por forçar o seu encerramento antes do previsto. Como consequência, os prêmios foram concedidos apenas para um ano de realização e o valor máximo concedido de 1.500 dólares americanos (também em valores de 2009). Embora os alunos do 1º e 2º anos do ensino médio fossem elegíveis para prêmios mais modestos de curto prazo, quando a maior parte de seu esforço Bagrut ocorreu, o programa havia encerrado. Apesar dessa interrupção, o programa para alunos do último ano do ensino médio funcionou conforme planejado.

O que aprendemos com o monitoramento e a avaliação?

Foram documentadas, no artigo listado na seção abaixo, as seguintes evidências a respeito do impacto causal do programa entre os alunos do último ano do ensino médio:

  • aumento de 32 a 37% (ou de 9,3 a 10,5 pontos percentuais) na taxa de meninas que obtiveram o certificado Bagrut, e, portanto, que aumentaram suas chances de admissão no ensino superior, ao final da implementação do programa, embora não tenha sido encontrado efeito estatisticamente significanteChamam-se de estatisticamente significantes as estimativas de impacto que são distinguíveis do valor zero, após incorporada à análise as incertezas associadas à generalização para outras amostras de indivíduos. no grupo dos meninos [1];
  • aumento de 20 a 24% (ou de 6,7 a 8,1 pontos percentuais) na taxa de meninas que vieram a se matricular em alguma instituição de ensino superior, entre aquelas com notas mais altas (acima da mediana) antes do início do programa, em um período de até 5 anos após o Bagrut, embora nesse caso também não tenha sido encontrado efeito no grupo dos meninos [1].

De onde vem essa informação?

  1. Angrist, J. & Lavy, V. (2009). The Effects of High Stakes High School Achievement Awards: Evidence from a Randomized Trial. American Economic Review, 99 (4), 1384-1414.

Estamos trabalhando para que as páginas contemplem toda a evidência documentada sobre o tema e estejam sempre atualizadas. Se você quiser sugerir algum artigo, entre em contato.