← voltar para plataforma impacto

Programa Percepciónes sobre Retornos da Educação e Trajetórias Educacionais no México

Publicado em 25/10/2022 Atualizado em 15/03/2024
Compartilhe:

Qual o objetivo?

Aumentar as taxas de conclusão do ensino médio na idade certa, o aprendizado na etapa, e as taxas de matrícula no ensino superior.

Onde e quando foi implementado?

O programa-piloto Percepciónes foi implementado pela Secretaria de Educação Pública durante o ano de 2009, com a participação de estudantes em 54 escolas públicas em regiões urbanas no México.

Como é o desenho?

O programa-piloto teve por foco alunos do 1º ano do ensino médio. Os alunos foram apresentados a três conjuntos de informações utilizando um software criado especificamente para o projeto.

Em primeiro lugar, foi apresentada a seguinte mensagem:

No México, um homem (mulher) entre 30 e 40 anos com um nível máximo de educação secundária inferior ganha, em média, 4.832 (3.179) pesos mexicanos por mês. Um homem (mulher), de 30 a 40 anos, com diploma do ensino médio ganha, em média, 6.466 (4.827) pesos mexicanos por mês, ou 1.634 (1.648) pesos mexicanos a mais por mês. Portanto, um homem (mulher) com diploma de ensino médio ganha, em média, 784.320 (791.040) pesos mexicanos mais do que um pessoa com um grau secundário inferior ao longo da sua vida produtiva. Por sua vez, um homem (mulher), de 30 a 40 anos, com diploma universitário ganha, em média, 10.974 (8.522) pesos mexicanos por mês, ou 6.143 (5.343) pesos mexicanos a mais por mês. Portanto, um homem (mulher) com diploma universitário ganha, em média, 3.350.035 (2.914.064) pesos mexicanos mais do que uma pessoa com um grau secundário inferior ao longo da sua vida produtiva.

Em segundo lugar, foi apresentada ao aluno uma mensagem que discorria sobre retornos não-monetários de alcançar níveis educacionais mais altos, centradas nos ganhos em termos de expectativa de vida. Assim como na mensagem acima, os ganhos eram apresentados por sexo.

Por fim, em terceiro lugar, o software descreveu uma política pública nacional, conhecida como Pronabes, que dá bolsas a alunos pobres para financiar cursos no ensino superior.

Ao final da interação com o software, os alunos assistiram a um vídeo de 15 segundos sobre como a juventude pode se empoderar por meio da educação.

Para operacionalização e coordenação do programa-piloto, cada escola contou com um representante, que normalmente era o representante do Construye-T, uma política pública nacional que tem como objetivo melhorar as habilidades socioemocionais dos alunos.

O que aprendemos com o monitoramento e a avaliação?

Foram documentadas, no artigo listado na seção abaixo, as seguintes evidências a respeito do impacto causal do programa-piloto Percepciónes:

  • consistente com o fato de que os alunos seriam surpreendidos com a informação da mensagem sobre salários, a percepção sobre os retornos monetários de completar o ensino médio se tornou mais próxima da realidade [1];
  • houve, por exemplo, um aumento de 16% na taxa de alunos que responderam corretamente à pergunta sobre o intervalo de renda de uma pessoa que tem um diploma de ensino médio, 3 anos depois da exposição aos conteúdos informacionais [1];
  • aumento de 24% de um desvio-padrãoO desvio-padrão mede a dispersão de valores de uma variável - valores mais altos indicam maior ocorrência de valores longe da média e valores mais baixos refletem maior concentração de valores próximos à média. Para a distribuição normal, ou para distribuições razoavelmente similares a uma normal, um aumento de 10% de um desvio-padrão equivale a um efeito de 4 percentis a partir do percentil 50 - isto é, a passar da posição 50 para a posição 54, em uma fila de 100. em um indicador de esforço e engajamento com os estudos, construído com informação auto-reportada, também 3 anos depois da exposição aos conteúdos informacionais [1];
  • não foram encontrados efeitos estatisticamente significantesChamam-se de estatisticamente significantes as estimativas de impacto que são distinguíveis do valor zero, após incorporada à análise as incertezas associadas à generalização para outras amostras de indivíduos. sobre a taxa de alunos que concluíram o ensino médio, ainda 3 anos depois de terem sido expostos aos conteúdos informacionais [1];
  • no entanto, nesse horizonte temporal, e entre os alunos que estavam concluindo o ensino médio, houve um aumento de 22 a 23% de um desvio padrão nas notas em um exame padronizado de Matemática e Língua Espanhola, concentrado principalmente no grupo das meninas e no grupo de alunos com renda mais alta [1];
  • aumento, para as meninas, de 41% de um desvio padrão em um indicador de aspirações educacionais para o futuro, embora não tenha sido encontrado efeito estatisticamente significante para os meninos [1];
  • não foram encontrados efeitos estatisticamente significantes sobre a taxa de alunos que fizeram inscrição em uma prova pública nacional de acesso ao ensino superior [1].

De onde vem essa informação?

  1. Avitabile, C., & De Hoyos, R. (2018). The Heterogeneous Effect of Information on Student Performance: Evidence from a Randomized Control Trial in Mexico. Journal of Development Economics, 135, 318-348.

Estamos trabalhando para que as páginas contemplem toda a evidência documentada sobre o tema e estejam sempre atualizadas. Se você quiser sugerir algum artigo, entre em contato.