← voltar para plataforma impacto

Programa Pathways to Education de Apoio Amplo ao Aluno no Ensino Médio em Toronto (Regent Park)

Publicado em 14/12/2022 Atualizado em 07/03/2024
Compartilhe:

Qual o objetivo?

Fornecer recursos e uma rede de apoio para aumentar a taxa de graduação no ensino médio de jovens em comunidades de baixa renda, aumentando seu leque de oportunidades no futuro.

Onde e quando foi implementado?

O programa Pathways to Education foi fundado em 2001 no Regent Park Community Health Centre, em Toronto, no Canadá, e hoje já se expandiu para diversos estados do país. As informações apresentadas a seguir se referem à implementação do programa no conjunto habitacional público de Regent Park, a partir do ano 2001.

Como é o desenho?

O programa teve por foco os alunos do 9º ano e do ensino médio que viviam no conjunto habitacional. A participação era voluntária e exigia que tanto os alunos quanto seus pais concordassem por escrito, a cada ano, com as condições do programa.

O primeiro componente do programa era o de aconselhamento global por meio de mentorias individuais e grupais. Cada estudante foi conectado a um mentor, empregado em tempo integral, responsável por aproximadamente 50 alunos durante um ano letivo. O contato entre mentor e aluno ocorreu em sessões de orientação obrigatórias, que ocorreram ao menos duas vezes por mês. Os mentores eram responsáveis por monitorar a frequência escolar, notas e participação em outras atividades ligadas ao programa. Além disso, eles informavam os estudantes sobre eventos e oportunidades existentes na comunidade, e serviam como ponto focal para dialogar com o jovem e apoiá-lo diante de problemas em casa, na escola ou na comunidade. Por fim, foram oferecidos workshops de mentoria grupal com grupos de aproximadamente 15 alunos, tendo como base os conteúdos de teoria cognitivo-comportamental elaborados pela instituição não-governamental canadense YouCan.

O segundo componente do programa era o de apoio acadêmico, na forma de aulas extras obrigatórias ministradas por tutores voluntários de 2 a 4 vezes por semana. Esta tutoria acadêmica foi conduzida em pequenos grupos ou em formato individual e envolveu tanto conteúdos acadêmicos essenciais como apoio ao desenvolvimento de habilidades gerais de estudo. Embora a tutoria tivesse caráter obrigatório, houve isenções da necessidade de participação para estudantes com uma média acima de um limite no ano anterior.

O terceiro componente do programa preconizava o engajamento do jovem em atividades extracurriculares que o conectassem com a vida de sua comunidade. Assim, os jovens contemplados foram estimulados a selecionar pelo menos 2 atividades por mês a partir de uma ampla gama de opções como artes, teatro, eventos esportivos, culinária, projetos de reciclagem comunitária, artes marciais e fotografia.

O quarto componente do programa foi de apoio prático ao desenvolvimento dos jovens nos anos posteriores ao ensino médio, incluindo aulas de preparação de currículo, prática de entrevistas de emprego, visitas a universidades, e a empregadores potenciais.

Os últimos componentes do programa foram de apoio financeiro de curto e longo prazo. No curto prazo, o programa ofereceu ajuda imediata com os custos de transporte à escola e material escolar. Já a assistência financeira a longo prazo foi fornecida através de um fundo para cada participante, em que era depositado entre 1.000 dólares americanos (valores de 2000), para cada ano de participação, chegando ao máximo de 4.000 dólares pelo período total, valor que poderia ser utilizado para mensalidades e outras despesas após a graduação do ensino médio. No período, a matrícula média em uma universidade de 4 anos no Canadá era de aproximadamente 6.000 dólares, e em uma universidade de 2 anos era de aproximadamente 3.000 dólares.

O que aprendemos com o monitoramento e a avaliação?

Foram documentadas, nos artigos listados na seção abaixo, as seguintes evidências a respeito do monitoramento e do impacto causal do programa Pathways to Education:

  • aproximadamente 8 a cada 10 alunos elegíveis tinham participado de alguma atividade do programa, 3 anos depois do início de sua implementação [1];
  • aumento de 16% de um desvio-padrãoO desvio padrão mede a dispersão de valores de uma variável - números mais altos indicam maior ocorrência de valores longe da média; valores mais baixos refletem maior concentração de valores próximos à média. Para distribuição normal, um aumento de 10% de um desvio-padrão equivale a um efeito proporcional de aproximadamente 4 percentis a partir do percentil 50. nas notas de Língua Inglesa e de 19% de um desvio-padrão nas notas de Matemática durante o 9º ano, e aumento de 16% de um desvio-padrão na nota global durante o 2º e 3º anos do ensino médio [1];
  • não foi encontrado efeito estatisticamente significanteChamam-se de estatisticamente significantes as estimativas de impacto que são distinguíveis do valor zero, após incorporada à análise as incertezas associadas à generalização para outras amostras de indivíduos. na nota em um exame padronizado de Língua Inglesa, realizado no 1º ano do ensino médio [1];
  • aumento de 40% na taxa de alunos que vieram a se graduar do ensino médio [1];
  • aumento de 69% na taxa de alunos que vieram a se matricular no ensino superior, ao final do ensino médio [1];
  • os efeitos sobre taxa de graduação no ensino médio e taxa de matrícula no ensino superior são maiores para meninas do que para meninos, e maiores para alunos que tinham notas altas no 9º ano do que para alunos que tinham notas baixas [1];
  • aumento de 19% na renda anual auferida no mercado de trabalho e de 14% na taxa de emprego, ambos aos 28 anos [2];
  • redução de 30% na taxa dos indivíduos que recebiam algum tipo de benefício ligado à assistência social aos 28 anos [2].

De onde vem essa informação?

  1. Oreopoulos, P., Brown, R. S., & Lavecchia, A. M. (2017). Pathways to Education: An Integrated Approach to Helping at-risk. High School Students. Journal of Political Economy, 125(4), 947-984.
  2. Lavecchia AM, Oreopoulos P, Brown RS. 2020. Long-run Effects from Comprehensive Student Support: Evidence from Pathways to Education. American Economic Review: Insights, 2(2), 209-24.

Vídeos

https://youtube.com/watch?v=KGgmGcQJWgA

Estamos trabalhando para que as páginas contemplem toda a evidência documentada sobre o tema e estejam sempre atualizadas. Se você quiser sugerir algum artigo, entre em contato.