← voltar para plataforma impacto

Programa Moving to Opportunity de Vouchers para Realocação Residencial nos Estados Unidos

Publicado em 25/10/2022
Compartilhe:

Qual o objetivo?

Dar a famílias em situação de pobreza a oportunidade de mudarem seu local de moradia.

Onde e quando foi implementado?

O programa Moving to Opportunity foi implementado pelo poder público entre os anos de 1994 e 1998, em cinco cidades dos Estados Unidos (Baltimore, Boston, Chicago, Los Angeles e Nova York), no contexto de um estudo experimentalOs estudos experimentais utilizam mecanismos aleatórios (isto é, sorteios) para definir quem será e quem não será contemplado por um determinado programa ou política pública, garantindo que as diferenças futuras entre estes grupos possam ser atribuídas com maior credibilidade à intervenção em si - e não a diferenças entre quem é e quem não é "tratado". de impacto de larga escala (aproximadamente 4.000 famílias) de programas de realocação residencial.

Como é o desenho?

O programa teve por foco famílias com crianças e adolescentes que residiam em conjuntos habitacionais públicos ou que moravam em regiões censitárias com taxa de pobreza de 40% ou mais. No contexto da implementação, foram oferecidos vouchers habitacionais que subsidiariam aluguéis do mercado privado se essas famílias se mudassem para regiões censitárias com taxas de pobreza de menos de 10%.

Após o recebimento, as famílias contempladas tiveram de 4 a 6 meses para usar os vouchers. Nos casos em que o fizeram, continuaram sendo qualificadas para recebimento do benefício indefinidamente, desde que sua renda não ultrapassasse a faixa de 50% da renda média da sua área metropolitana.

Durante a implementação, também foi dado aconselhamento sobre oportunidades de realocação residencial de uma organização local sem fins lucrativos.

O que aprendemos com o monitoramento e a avaliação?

Foram documentadas, no artigo listado na seção abaixo, as seguintes evidências a respeito do impacto do programa MTO em crianças que tinham menos de 13 anos quando suas famílias receberam a oferta de voucher habitacional:

  • aproximadamente 1 a cada 2 famílias usaram o voucher para realocação residencial [1];
  • aumento de 16% na taxa de crianças que frequentavam faculdades, quando tinham entre 18 e 20 anos [1];
  • aumento de 14% na renda auferida no mercado de trabalho pelas crianças quando se tornaram adultas [1];

Também foi documentado, no mesmo artigo, que não há evidência de efeitos estatisticamente significantesChamam-se de estatisticamente significantes as estimativas de impacto que são distinguíveis do valor zero, após incorporada à análise as incertezas associadas à generalização para outras amostras de indivíduos. do programa em crianças mais velhas – isto é, que tinham mais de 13 anos quando suas famílias receberam o voucher habitacional.

De onde vem essa informação?

  1. Chetty, R., Hendren, N., & Katz, L. F. (2016). The Effects of Exposure to Better Neighborhoods on Children: New Evidence from the Moving to Opportunity Experiment. American Economic Review, 106(4), 855-902.

Vídeos

Estamos trabalhando para que as páginas contemplem toda a evidência documentada sobre o tema e estejam sempre atualizadas. Se você quiser sugerir algum artigo, entre em contato.