← voltar para plataforma impacto

Programa de Informação de Alta Frequência para Pais em Los Angeles

Publicado em 19/05/2022 Atualizado em 03/04/2024
Compartilhe:

Qual o objetivo?

Informar pais sobre a vida escolar de seus filhos.

Onde e quando foi implementado?

O programa foi implementado no segundo semestre do ano letivo americano de 2010-2011 em uma escola pública de uma área pobre de Los Angeles, nos Estados Unidos, no contexto de um estudo experimentalOs estudos experimentais utilizam mecanismos aleatórios (isto é, sorteios) para definir quem será e quem não será contemplado por um determinado programa ou política pública, garantindo que as diferenças futuras entre estes grupos possam ser atribuídas com maior credibilidade à intervenção em si - e não a diferenças entre quem é e quem não é "tratado". envolvendo aproximadamente 300 alunos.

Como é o desenho?

O programa teve por foco alunos do 1º ao 2º ano do Ensino Médio e duração de 6 meses. À época, a comunicação da escola com os pais acontecia por meio 2 reuniões de pais e mestres e 4 boletins escolares por semestre, contendo informação sobre notas, um comentário do professor de cada matéria e sua avaliação dos hábitos de trabalho e da capacidade de cooperação de cada aluno dentro da sala de aula.

Durante a implementação, foram feitas ligações, enviados e-mails ou mensagens de texto SMS aos pais ou cuidadores destes alunos, transmitindo informação dos diários escolares dos professores sobre:

  1. tarefas (como lições de casa, trabalhos em sala, projetos, redações e exames) que não tinham sido entregues pelos alunos na data requerida, para cada uma das aulas, duas vezes por semana;
  2. notas do aluno, pelo menos uma vez a cada dois meses;
  3. as datas dos exames finais, uma vez, ao fim do semestre letivo.

A escolha sobre a forma de contato foi dada aos próprios pais ou cuidadores dos alunos.

O que aprendemos com o monitoramento e a avaliação?

Foram documentadas, no artigo listado na seção abaixo, as seguintes evidências a respeito do monitoramento e do impacto causal do programa:

  • redução de 35% em um indicador de quanto os pais e cuidadores superestimam o nível de esforço e engajamento dos alunos com a vida escolar, e este efeito é maior entre os pais e cuidadores de alunos com menor desempenho no início do período de implementação [1];
  • aumento de 83% na frequência com que pais ou cuidadores contataram a escola, durante o período em que o programa foi implementado [1];
  • aumento de 53% na frequência com que pais ou cuidadores participaram das reuniões de pais e mestres [1];
  • aumento de 96% no número de vezes em que pais ou cuidadores revelaram ter tirado privilégios de seus filhos dentro de casa [1];
  • redução de 24 e 25% (ou 6,1 e 2,4 pontos percentuaisO efeito de um programa em termos percentuais (%) é diferente do efeito do programa em pontos percentuais. Por exemplo, considerando uma média de 10%, um efeito de 5 pontos percentuais representa aumento de 50%.) na taxa de alunos que tiveram nível insatisfatório nas suas avaliações de hábitos de trabalho e de capacidade de cooperação da sala de aula [1];
  • redução de 42% (ou 7,5 pontos percentuais) na taxa de alunos que não entregaram os exames ou projetos finais de Matemática e Língua Inglesa [1];
  • aumento de 3,2% (ou 2,9 pontos percentuais) na frequência escolar, considerando todas as matérias, durante o período de implementação do programa [1];
  • aumento de 21% de um desvio-padrãoO desvio padrão mede a dispersão de valores de uma variável - números mais altos indicam maior ocorrência de valores longe da média; valores mais baixos refletem maior concentração de valores próximos à média. Para distribuição normal, um aumento de 10% de um desvio-padrão equivale a um efeito proporcional de aproximadamente 4 percentis a partir do percentil 50. na nota global das provas escolares de Matemática aplicadas durante o semestre em que o programa foi implementado, embora não haja evidências de efeitos estatisticamente significantesChamam-se de estatisticamente significantes as estimativas de impacto que são distinguíveis do valor zero, após incorporada à análise as incertezas associadas à generalização para outras amostras de indivíduos. nas provas de Língua Inglesa [1];
  • aumento de 20% de um desvio-padrão na nota em um exame padronizados de Matemática, embora, nesse caso, também não haja evidências de efeitos estatisticamente significantes na nota em um exame padronizado de Língua Inglesa, o que corrobora os resultados acima e sugere que o programa teve impacto positivo sobre o aprendizado dos alunos participantes [1];
  • os resultados acima são consistentes com um modelo de comportamento em que pais tem um conhecimento enviesado sobre o esforço de seus filhos diante da vida escolar, e o programa altera essas percepções subjetivas além de diminuir os custos de monitorá-los, tendo ambos os mecanismos relevância semelhante na consolidação dos impactos observados [1].

De onde vem essa informação?

  1. Bergman, P. (2021). Parent-child Information Frictions and Human Capital Investment: Evidence from a Field Experiment. Journal of Political Economy, 129(1), 286-322.

Estamos trabalhando para que as páginas contemplem toda a evidência documentada sobre o tema e estejam sempre atualizadas. Se você quiser sugerir algum artigo, entre em contato.