Projetos

projetos em execução – 3º trimestre 2022

Plataforma Impacto em Mobilidade Social

Buscando reunir aprendizados sobre o desenho, o impacto e os mecanismos operantes de políticas e programas, o Imds segue trabalhando para alimentar o acervo do site-plataforma que disponibiliza, em linguagem amigável para o não-especialista, uma coletânea de iniciativas ao redor do mundo com impacto promissor em mobilidade social.

O objetivo é fomentar uma cultura de uso de evidências científicas nos governos brasileiros, fazer uma ponte entre o conhecimento técnico e a gestão de políticas, e oferecer informações úteis a respeito de experiências bem-sucedidas. Tudo isso de maneira estruturada por meio de mecanismos de busca que associem políticas afins sob mesmas tags, facilitando o acesso e ampliando o acervo sugerido nas buscas.

Estudos dos beneficiários de 2005 do programa Bolsa Família, com Cecilia Machado e Valdemar Neto e suporte Oppen Social

O estudo de saída e permanência no Cadastro Único (CadÚnico), lançado em março de 2022, nos permitiu quantificar a persistência dos indivíduos da primeira geração do Programa Bolsa Família (PBF) como beneficiários do programa de transferência de renda.

Em nova etapa dos estudos a respeito do principal programa de transferência de renda nos anos 2000 e 2010 do país, buscaremos investigar a relação dos movimentos de saída de beneficiários com as características locais do município, bem como analisar essa saída para o emprego formal, por meio dos dados da Relação Anual de Informações Sociais (RAIS).

Ou seja, queremos: (i) entender quais fatores estão associados com maiores taxas de saída, de modo a guiar possíveis estratégias municipais, por meio de políticas públicas, em busca de uma redução da dependência econômica dos indivíduos; (ii) compreender se aqueles que saem do mapeamento das políticas sociais o fazem por acessarem o emprego formal e aumentarem as chances de uma renda mais estável.

Criaremos, para isso, novo modelo que mapeia estar ou não na RAIS, modelos de previsão que indiquem a dinâmica de saída do CadÚnico e de acesso ao emprego formal. Buscaremos também entender o papel da migração nos movimentos de permanência e saída do CadÚnico e acesso a empregos formais. Ainda, estudaremos a mobilidade intergeracional de educação a partir do CadÚnico por meio dos dados de pais e filhos em idade adulta.

Estudo sobre Eficiência de Gastos em Educação, com Pedro Olinto e Vivian Amorim

O projeto busca revisitar e estender o estudo do Banco Mundial de revisão dos gastos públicos (Brazilian Expenditure Review), no qual buscou-se avaliar a eficiência dos gastos com educação dos entes federados.

A proposta é utilizar o valor gasto (gasto médio por aluno, por exemplo) e os resultados obtidos nas avaliações padronizadas de educação (Saeb) para comparar os municípios e estados. A partir dessa comparação e por meio de modelagens econômicas, cria-se uma espécie de fronteira ótima, a qual determina as combinações eficientes de gastos e resultados. Em seguida, determina-se os ajustes nos gastos e/ou a melhora necessária nos indicadores de qualidade da educação que devem alcançar aqueles entes que não estão na fronteira, de modo a alcançá-la.

Assim, busca-se proporcionar um material que guie órgãos das esferas estadual e municipal a otimizarem seus recursos e melhorarem seus indicadores educacionais, aprimorando o custo-efetividade da educação.

Imds nas Eleições: Produção de Indicadores Estaduais, com Oppen Social

Em mais um esforço de oferecer apoio técnico ao setor público, o Imds está organizando uma sistematização de indicadores relevantes a nível estadual, que busquem descrever os principais desafios sociais, especialmente ligados à mobilidade social, de modo a contribuir para um debate rico e rientado para resultados nas Eleições de 2022.

Serão duas ondas de liberação de conteúdos, que buscarão produzir e consolidar conjuntos temáticos de indicadores, que poderão servir para orientar as plataformas de governo de candidatos aos cargos públicos em 2022, bem como orientar a sociedade sobre questões relevantes a se atentar.

Projeto Lei de Cotas, para o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID)

O projeto tem o intuito de alimentar o debate informado por evidências sobre ações afirmativas no ensino público superior e no ensino técnico e gerar insumos para o processo de revisão da política da Lei de Cotas de 2012.

Será elaborado um mapa de evidências no Brasil e no mundo, com uma coletânea de estudos e ações sobre ações afirmativas e políticas de cotas. Um webinário reunirá especialistas para discutir o tema. Por fim, um relatório técnico será produzido, contextualizando a temática, oferecendo um diagnóstico da questão, abordando conceitos teóricos, discutindo modelos possíveis, abordando a literatura nacional e internacional e, por último, tratando de possíveis aprimoramentos.

Prêmio Evidência e Troféu Imds – Mobilidade Social, com FGV EESP Clear e Enap

O Prêmio Evidência é uma premiação de iniciativa do Centro de Aprendizagem em Avaliação e Resultados para o Brasil e a África Lusófona (FGV EESP Clear), do Instituto Mobilidade e Desenvolvimento Social (Imds) e da Escola Nacional de Administração Pública (Enap) para reconhecer e promover a interação entre ciência e política pública, e dar visibilidade, fortalecer e apoiar programas governamentais fundamentados em pesquisas com sólidas evidências e boas práticas nacionais e internacionais.

Após o sucesso da 1ª Edição, as três instituições estão trabalhando na revisão do edital para lançar a 2ª Edição da premiação.

Sessão especial na SBE e Prêmio BID-Imds-SBE de artigos, com Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) e Sociedade Brasileira de Econometria (SBE)

O Imds, em parceria com o BID, irá organizar uma sessão especial no 44º Encontro da Sociedade Brasileira de Econometria, a ser realizado em dezembro de 2022, em Fortaleza, Ceará, cujo tema será “Juventude no Brasil”. O painel proporá uma discussão sobre os desafios e oportunidades para esse grupo populacional.

Já a premiação de mesma temática, patrocinada pelo Imds, pelo BID e pela SBE, cuja finalidade é estimular a discussão sobre temas e políticas públicas relacionadas à mobilidade e ao desenvolvimento social, reconhecerá artigos que abordem questões relativas à educação, saúde e mercado de trabalho dos jovens.

Topo